Fale com o governo

Festclown 2017

Roupas largas e perucas de variadas cores, narizes vermelhos e sapatos bicudos serão vistos em diferentes pontos do Distrito Federal entre os dias 17 e 21 de maio. Nesse período, Brasília receberá a 15ª edição do Sesc Festclown, um dos mais importantes festivais de arte circense do País. A abertura oficial ocorrerá no dia 17, às 20h, na Sala Plínio Marcos, no Complexo Cultural da Funarte. Além dos espetáculos e apresentações, a programação inclui ainda oficinas de teatro com os artistas participantes. A ideia é promover a formação cultural, aproximar os espetáculos do público, estimular a formação do pensamento e as trocas entre artistas e espectadores.

Compõem a programação 31 apresentações de 21 companhias (8 internacionais, 7 nacionais e 6 locais). O festival também possui caráter social: alguns espetáculos serão levados para hospitais, creches e asilos do DF.  A novidade desta edição será a realização de seis oficinas com os artistas participantes do Sesc Festclown. “Nosso objetivo é levar a alegria e o riso aonde mais se necessita deles. Com isso, estamos intensificando o papel do Sesc em levar cultura e formar plateias”, afirma o curador do festival e técnico de cultura do Sesc-DF, Rogero Torquato.

Outra atração inédita são as oficinas de teatro que ocorrerão na unidade do Sesc no Setor Comercial Sul (Edifício Presidente Dutra). Nos dias 18 e 19 de maio, das 9h às 12h, as oficinas serão ministradas pelo palhaço argentino Tomate e pelo diretor teatral de formação e palhaço por especialização, Marcio Libar (RJ). No mesmo período, no horário das 14h às 18h, será a vez do palhaço argentino Chacovachi e do italiano Leris Colombaioni. Já nos dias 20 e 21, das 9h às 13h, o palhaço Avner (USA) comandará a oficina. Durante todos os dias do festival, o Projeto Sesc Dramaturgias terá uma oficina no evento, que será ministrada pelo mágico Rapha Santacruz (PE).

Mapa do Site Dúvidas frequentes Comunicar erros