Fale com o governo

Serviço especializado para pessoas em situação de rua


Descrição

Serviço ofertado para pessoas que utilizam as ruas como espaço de moradia e/ou sobrevivência. Tem a finalidade de assegurar atendimento e atividades direcionadas para o desenvolvimento de sociabilidades, na perspectiva de fortalecimento de vínculos interpessoais e/ou familiares que oportunizem a construção de novos projetos de vida. Oferece acesso a espaços de guarda de pertences, higiene pessoal, alimentação, de acesso à documentação civil, benefícios socioassistenciais e atendimento com psicólogos e assistentes sociais.

 

COMO TER ACESSO

Documentos

Documento de Identificação Civil com foto ou Boletim de Ocorrência relativo à perda ou roubo da documentação pessoal. Os servidores da unidade orientam os usuários quanto ao acesso à documentação, caso não o possuam.

 


Atendimento

Prazo para execução do serviço: Variável, conforme demanda do usuário e vinculação do indivíduo/família com o serviço. Não existe um prazo para execução do serviço, considerando que o vínculo com a rua é complexo e envolve vários fatores, tais como: drogadição, transtornos mentais, situações de violência na família, migração, desabrigo, entre outros.

 

Prioridades
  • Não há prioridade de atendimento para acesso ao Centro Pop, a unidade é aberta a todos os públicos, não existindo uma fila de espera para o atendimento.

 

 

Tempo de espera:  atendimento imediato

 


Forma de acesso

Usuários: Jovens, adultos, idosos e famílias que utilizam as ruas como espaço de moradia e/ou sobrevivência.

 

Custo do Serviço prestado: Gratuito.

 


Etapas

Os indivíduos não passam, necessariamente, por todas as etapas, pois podem ter a demanda de utilizar o espaço apenas em alguns dos seus serviços. Ex: banho, lavagem de roupas, alimentação, acompanhamento técnico, etc.

1
Recepção – Local destinado a receber os indivíduos e famílias, onde são oferecidas as primeiras informações sobre o funcionamento da unidade e onde são apresentadas as primeiras demandas dos usuários;
2
Acolhida Inicial – atendimento inicial para atenção às necessidades e demandas trazidas pelo indivíduo ou família;
3
Acompanhamento Especializado – realizado por profissionais especializados para o trabalho;
4
Entrevista Individual e/ou familiar – entrevista de acolhida para avaliação inicial, realizada com apenas um indivíduo ou grupo familiar;
5
Atendimento Individual e/ou familiar – momentos de escuta qualificada que compõem o acompanhamento do indivíduo ou até mesmo com a família;
6
Orientação e atendimento em grupo – compreende momentos de escuta qualificada realizados de modo coletivo, a partir de encontros grupais coordenados por profissionais da equipe e conduzidos de forma planejada;
7
Elaboração do Plano Individual e/ou Familiar – plano de acompanhamento para cada indivíduo/família, elaborado em equipe de profissionais do Centro POP e famílias/indivíduos atendidos, objetiva construir propósitos para o desenvolvimento do acompanhamento dos usuários;
8
Estudos de Caso – consistem na discussão aprofundada de situações, casos acompanhados e determinadas circunstâncias para melhor redirecionar as intervenções realizadas;
9
Articulação em rede – encaminhamento de famílias/indivíduos para demais serviços da rede socioassistencial (Defensoria Pública, Promotorias, Conselho Tutelar, escolas, hospitais, CRAS, acolhimento, etc.);
10
Avaliação – análise do desenvolvimento dos indivíduos e famílias atendidos, dos resultados alcançados e dos aspectos a serem desenvolvidos no decorrer do acompanhamento técnico.

 


Onde

Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua
Centro Pop Taguatinga
QNF 24 A/E nº 02 Módulo A
Taguatinga Norte
Próximo ao SESI de Taguatinga
3373-4539
3563-1046

 

Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua – Abordagem Social
Centro Pop Brasília
SGAS 903, Conjunto, “C”
Em frente ao Colégio Leonardo da Vinci
3226-3393
Coordenação: 3223-5286
Recepção: 3225-7889

 

Ver no mapa

 


Normas

Política Nacional de Assistência Social/2004

 

Lei nº 11.258/2005 – LOAS

 

Decreto s/nº 25/10/2006

 

Orientações Técnicas: Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua – MDS/2011

 

Tipificação Nacional de Serviços Socioassistenciais – Resolução nº 109 CNAS/2009

 

Decreto nº 7053/2009

 

Instrução Operacional conjunta Secretaria Nacional de Assistência Social – SNAS e Secretaria Nacional de Renda e Cidadania – SENARC Nº 07, de 22/11/2010


Mapa do Site Dúvidas frequentes Comunicar erros